domingo, 26 de maio de 2013

Velhos e a nova sede



A montagem de Velhos Caem do Céu como Canivetes está no seu 39° ensaio. Minha ausência do blog nada tem a ver com isso, ao contrário, queria estar postando desde o primeiro dia, porém, a Oi, empresa responsável pela transferência do antigo telefone/internet para a nova sede/residência, precisou de dois meses e dez dias para efetuar uma simples mudança de endereço. Paciência. Na vossa ausência – são vossas vozes que habitam meu imaginário enquanto escrevo cada postagem – gozei mais que sofri. Um novo espetáculo oxigena o velho artista. As dores trazidas pela montagem nunca machucam a alma, apenas chamuscam o corpo. Estar em processo é sentir-se útil, porque o que fazemos transgride a pretensa inutilidade da arte. A montagem caminha a passos largos e serenos, diferentemente de outros processos, quando a dependência de espaços alugados para ensaios e apresentações destoava do tempo demandado pela cena. Agora, com casa própria, tudo funciona melhor mesmo quando não funciona. Uma engrenagem azeitada que contempla a prática na sala de ensaio, a teoria no espaço de vivências, a construção no atelier, os testes no palco, a produção no escritório. Tudo ao mesmo tempo e no mesmo espaço, como se entrássemos na Fita de Moebius, em movimento infinito, até envelhecermos, decrépitos e unidos por um abraço de celebração que revelará um amontoado de ossos fragilizados. Velhos, aplicando o Quadro de A(nta)gônicos, esperando o fim. Ilusão? Delírio? Sonhar não custa nada. Só custa para aquele que ouve ou lê o sonho.

6 comentários:

diariodoandre.com disse...

saudade. sonhei contigo, oferecendo pipoca para um bando de gente. bjo

Marcelo Flecha disse...

(Risos, risos e mais risos)Pérolas aos porcos e pipoca aos parcos!

Rodrigo disse...

Processo intenso e belo! Ansioso pela nova produção e conhecer o espaço da cia!

Marcelo Flecha disse...

Valeu, Rodrigo! Aguardamos você!

Hamilton disse...

Ora, pipocas. Pizza!
E viva o espaço que é muitos lugares ao mesmo tempo!

Marcelo Flecha disse...

Falta a sua visita, Hamilton!