sábado, 5 de dezembro de 2015

A Pequena na Amazônia Legal


A última apresentação do ano de Velhos caem do céu como canivetes, a quadragésima, encerrando a programação de artes cênicas da 10ª Aldeia SESC Guajajara de Artes, culminou com o anúncio da seleção do espetáculo para participar do projeto SESC Amazônia da Artes, em 2016, anúncio feito pela querida Isoneth Almeida antes do início do espetáculo. Serão dez apresentações por todos os estados da região Norte, além de Mato Grosso, Piauí e Maranhão.

Com o anúncio, no ano em que a Pequena Companhia de Teatro completa dez anos, teremos nosso repertório circulando por duas regiões completas do nosso país – Pai & Filho circulará pela região Centro-Oeste, pelo Programa Petrobras Distribuidora de Cultura. Nossa luta será para estender a comemoração para todas as regiões, e ainda dependemos de algumas respostas, sortes, confirmações, mandingas, resultados e cruzamento de dedos.

Os dois projetos vão nos proporcionar a possibilidade de atingirmos alguns dos poucos estados que faltam para a Pequena Companhia de Teatro ter circulado por todos os estados brasileiros com seus espetáculos, façanha que para uma companhia de teatro de pesquisa maranhense é quase uma odisseia.

Como os estados do Amazonas, Roraima e Acre, estão incluídos na nossa circulação pelo Amazônia da Artes, e Mato Grosso do Sul e Goiás estão incluídos na circulação pelo programa da BR Distribuidora, apenas o estado de Sergipe e o Distrito Federal não terão recebido espetáculos da Pequena, pelo menos até o fim desta postagem. Não sei o que isso quer dizer, mas sei dizer que isso não é pouco.

Contudo, o que diferencia o projeto Amazônia das Artes, é a possibilidade de diálogo com uma região que, apesar de ser tão próxima do Maranhão, não se apresenta elucidada por nós como deveria. A potência criativa que emana do discernimento das diversas realidades da região, suas delícias e agruras – como nossa querida leitora Maria Rita, do Amazonas, destacou ao comentar aqui – alargará o nosso entendimento sobre um fazer teatral nacional, como outrora comentei na postagem Teatro brasileiro.

O ano do aniversário ainda nem começou e já temos motivos de sobra para comemorar, e celebrar fazendo teatro é a nossa prioridade: juntem-se a nós, Sergipe e Brasília!

3 comentários:

Luciana Duarte disse...

Mandinga é?! Precisa não! Parabéns! Sempre muito feliz com as conquistas da Pequena Cia. Aniversário bem agitado... 2016 com força!

Andre disse...

Amigo, saudade! To ainda perdido no mundo do TCC. Virei Marcelo Flexa em tempos de produção. Apareço até o Natal, como sempre. Gilberto vem? Um beijo. Até eu to com saudade de mim

Marcelo Flecha disse...

Não vejo a hora da chegada de vocês, amiga! Não chega a hora da visita de você, amigo!