quinta-feira, 14 de novembro de 2013

Esqueci

Foto de Ayrton Valle

Estamos circulando com o novo espetáculo "Velhos caem do céu como canivetes", dentro da temporada de estreia, patrocinado pelo Governo Federal, através do Prêmio Myriam Muniz de Teatro, que agrega as cidades de São Luís, Caxias, Balsas, Fortaleza dos Nogueiras e Imperatriz na circulação pelo interior do Maranhão, depois de termos viajado o Brasil inteiro com Pai & Filho pelo SESC (Palco Giratório/2012) e SESI (Viagem Teatral/2013). Lugares diferentes, dificuldades diferentes, prazeres diferentes. Inegável a sensação de conforto dos hotéis existentes no Sudeste, seus teatros equipados, suas plateias atentas e especializadas. Inegável o contraste com o interior de nosso estado. Recupero um dos objetivos primeiros da Pequena Companhia de Teatro que é a interiorização de nossas produções: poucas pessoas, poucos recursos financeiros, iluminação artesanal, cenário passível de montar em espaços alternativos e a certeza da qualidade da obra. O contraste das acomodações e da recepção do público por vezes provoca um ruido no ser humano que, com alguma idade nas costas, começa a se perceber desejoso de um certo conforto, um certo reconhecimento. Proporcionalmente às conquistas, aumenta-se o nível de exigência. Assim, os objetivos primeiros ficam carecendo de reflexão e análise. Gosto da ideia da mutação, da mudança, da falha, da queda, do precipício. 

Ano que vem, teremos o conforto do nosso lar como abrigo, já que estaremos com nosso repertório em cartaz, na sede na Pequena, resultado de mais um Prêmio Myriam Muniz de Teatro da FUNARTE/MINC. Antevejo os rumores desejosos de outras viagens. É que somos assim, eternos insatisfeitos. 

2 comentários:

Uma nota só disse...

É sempre bom estarmos inconformados com nosso trabalho, com sede de querermos fazer algo melhor....sucesso sempre!!

Jorge Choairy disse...

Curti!