quarta-feira, 23 de outubro de 2013

Pequena máscara


As parcerias são um importante mecanismo para o surgimento, amadurecimento e consolidação de coletivos teatrais. Na estreia de “Velhos caem do céu como canivetes” tivemos a grata surpresa de receber a Cia. A Máscara de Teatro e alguns integrantes da Cia. Pão Doce, ambas de Mossoró. A Máscara é uma velha parceira nossa, para ela dirigi Medeia e Deus Danado, espetáculos que já se apresentaram em Imperatriz e São Luís, respectivamente.  A parceria se estabeleceu pela espontânea empatia com seus membros atuais – Tony, Luciana Jeyzon e Damásio – e outros parceiros que trilharam caminhos diferentes. Intercâmbio entre amigos que tem o amor como alicerce. Estabelecido o vínculo, os ecos de qualquer parceria permanecerão reverberando ad infinitum. Não foi diferente nesta fabulosa visita. Junto com a surpresa – parece que fui o único verdadeiramente surpreendido, pois Katia, Morgana e Neto conspiravam sob minhas narinas, e Jorge e Cláudio desconfiavam da visita – veio a notícia de que A Máscara está em processo de montagem do espetáculo “Dois”, texto meu que consta na dramaturgia reunida disponível para a venda neste blog. Esse mesmo texto já havia sido objeto de uma leitura dramática para um projeto dos queridos Clowns de Shakespeare. Será o segundo texto meu encenado por outra Cia. – o primeiro é “Memórias de um mau-caráter”, com César Boaes, que consta no repertório da Santa Ignorância Cia. de Artes. Parceiros, companheiros de luta, amigos. Encontros são o alimento do fazer teatral. Artistas que se retroalimentam para fortalecer a teimosa decisão de continuar criando. Aproveitando o centenário: a vida é a arte do encontro, embora haja tanto desencontro pela vida.
 
P.S.: Os detalhes sobre a montagem de "Dois" (direção, elenco etc.) você pode ler nos comentários que a Cia. deverá escrever nesta postagem, pois não tenho informações suficientes. Escrevam, amigos!

Um comentário:

Luciana Duarte disse...

Que delícia nosso encontro. É sempre um alimento, essa dose de amor, parceria, cumplicidade... Você é um lorde, querido professor, e não podia ser diferente com Kátia, Morgana e Cia. que são muito especiais! Gilberto outro gentleman, um doce, fugiu da dívida que tem comigo, rsrsrsrs. Quanto ao texto "Dois" estamos em processo de leitura e pesquisa encaminhada pela diretora Carla Martins. Em breve mais informações.Sim estamos aguardando a autorização, lembra? Saudades! Beijos de hortelã para todos.