segunda-feira, 9 de abril de 2012

Feliz aniversário!

E o palco girou. Em Fortaleza, a apresentação inaugural da nossa circulação promovida pelo SESC, no teatro Emiliano Queiroz. Bom começo. A apresentação fluiu com energia e o público foi receptivo e atento às agruras do pai e aos sarcasmos do filho. Hoje, em Maceió, entregues à simpatia e gentileza de Fabrício e Seu João, com quem circularemos em caravana por Teotônio Vilela, Palmeira dos Índios e Arapiraca, cidades do interior das Alagoas. Porém, tudo começou com a apresentação de Pai & Filho aqui, na capital. Casa lotada, público generoso e uma apresentação sólida, contundente e cuidada. O recorte especial é para o debate: é muito bom falar do nosso processo para pessoas verdadeiramente interessadas em compreender como se desenvolveu o espetáculo – miudezas e detalhes que dão tanto trabalho e dos quais poucas vezes falamos.  Agora, passada a meia-noite, comemoramos, com cerveja, conversa e cansaço, o aniversário de dois anos da estreia de Pai & Filho. Na estrada!

12 comentários:

Luciana Duarte disse...

Parabéns! Os frutos são delicados, doces e de uma composição extremamente marcante. Quem tiver o prazer de desfrutar dessa trajetória estará marcado. Felizes aqueles que estiverem ao lado de vocês. Cuidem-se! Amo muito! Tim tim a todos!

Erivelto Viana disse...

Parabéns! Outros aniversários em outras circulações...

Hamilton disse...

Massa! Parabéns! Em cartaz! Circulando! Que massa hein!? Avante Pequeña!

Paula Gomes disse...

É a primeira vez que assisto um espetáculo tão completo! Uma fusão maravilhosa do tenso e sublime, rústico e delicado que vai desde a maneira que os signos foram criados a partir da luz, objetos, figurino, marcações e movimentos mais sensatos, bem como as pausas mais significativas. Meus sinceros parabéns e agradecimentos pela cativante generosidade do compartilhar, dialogar a cada momento com o espectador durante e depois do espetáculo.Tudo em cena diz tanto... E o texto é tão dinâmico e profundo que mesmo longe nos faz sentir perto...Que talento com as palavras.E os atores?!Não tenho adjetivos - e sim, um enorme desejo de contemplar, assisti de novo, de novo e de novo...Será que para isso - terei que conhecer, visitar São Luís? Ficarei na torcida para que voltem em temporada!!!

diariodoandre.com disse...

Lembro do ensaio, na véspera da estreia de Pai e Filho que fui assistir no Teatro Arthur Azevedo; lembro da necessidade de esforço e do cansaço no corpo de Claudio e Jorge; da concentração dos dois; da atenção/preocupação de Marcelo; do cuidado de Kátia. Cara, foi muito legal. Assisti toda a passagem. Depois quando quase um ano depois fui rever a peça, parecia ser completamente diferente; crescido, harmonizado-se e fiquei alegre pra poxa. Valeu, Pequena. Abraço

BrunoAlves ...Passarinho... disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Marcelo Flecha disse...

As palavras dos amigos, dos novos amigos e dos delicados espectadores, fortalecem o nosso discurso e mapeiam o nosso caminho, obrigado a todos.

Marcelo Flecha disse...

Caro Bruno Alves, por que você removeu seu comentário? Era tão gentil que lamento que suas palavras não mais estejam nos comentários da postagem.

Paula Gomes disse...

Paula Gomes disse...
É a primeira vez que assisto um espetáculo tão completo! Uma fusão maravilhosa do tenso e sublime, rústico e delicado que vai desde a maneira que os signos foram criados a partir da luz, objetos, figurino, marcações e movimentos mais sensatos, bem como as pausas mais significativas. Meus sinceros parabéns e agradecimentos pela cativante generosidade do compartilhar, dialogar a cada momento com o espectador durante e depois do espetáculo.Tudo em cena diz tanto...E os atores?!Não tenho adjetivos - e sim, um enorme desejo de contemplar, assisti de novo, de novo e de novo...Será que para isso - terei que conhecer, visitar São Luís? Ficarei na torcida para que voltem em temporada!!!

Paula Gomes disse...

Não sei como repeti o comentário sem querer... Marcelo - apague aí! Obrigada

Marcelo Flecha disse...

Apago nada! Mostra a sua vontada de comentar rsrsrsrsrsr, repita quantas vezes quiser!!!

Paula Gomes disse...

rsrsrs....OK! Me convenceu arrancando risos...
Abraço!!