domingo, 17 de julho de 2011

Dirigir

Outro dia comecei a fazer uma lista nominal de atores, atrizes, bailarinos, bailarinas e muitos não atores que dirigi nesta vida – coisas de quem é artista e não tem o que fazer. Como dirigi grandes espetáculos (falo de tamanho) tive oportunidade de trabalhar com muita gente. Hoje trabalho com dois atores em cena. A pequena companhia de teatro tem o luxo de aglutinar, em seu pequeno quadro, dois atores, um diretor e uma produtora – considero um dos quadros mais perfeitos para uma companhia formada por quatro membros.

Velhos tempos: nem suor nem rugas

O ofício – diretor ou encenador – sofreu transformações no decorrer dos anos, e eu me transformei com ele. Passei da observação à ação. Da violência à paciência. Da consciência à demência. Da ansiedade à calma. Da conveniência à intolerância. Da prática à teoria. Do gosto ao sabor. Do improviso à rotina. De amador a profissional. De admirador a amador. Do verbo ao gesto. Do excesso à essência. Do muito ao pouco. Da madrugada à noite. Da ambição à despretensão. Do sonho à realidade. Do Ger“ar-te” à pequena. Do discurso ao diálogo. Da luz à sombra. Do cozido ao cru. Da juventude à velhice. Da obsessão à obsessão... mas evito contar macarrão.

Tempos velhos: efeito para os defeitos


Quando concluir a lista de atores, vou publicá-la, para podermos brincar de quem está e quem não está.

9 comentários:

Gilberto Freire de Santana disse...

Quanto ao macarrão pode ter deixado, mas no mais profundo do ser há sempre uma centelha de tentação. Rsrsrsrsrs.

Flavia Teixeira disse...

Também gosto de por no papel! Não para contabilizar... Mas para "Rememorar" (tornar a passar pelo coração). Teatro é encontro e são esses encontros que nos formam.
Encontrar vc foi um deles!

Marcelo Flecha disse...

O pior é que é, meu irmão!! rsrsrssrs Flavinha! Pense numa lista privilegiada, a minha! Cláudio está por aí, vai fazer um curso no Luis Louis.

Rosa Ewerton Jara disse...

Eu só sei que estou e se não estiver, vai ter... Sou uma privilegiada, diretor/encenador Marcelo, pois me transformei em profunda admiradora de teu amadurecido trabalho quando fui dirigida por ti e acompanhando tua trajetória. Aguardo, pacientemente (??), outro convite (ou quem sabe eu deva me oferecer..). Vejamos.

Marcelo Flecha disse...

São nomes como o seu que tornam a lista impecável. Mas nossa história ainda não acabou, foi só o começo.

XICO CRUZ disse...

ando distante do virtual... mas sempre lembro desse blog. Esse seu post me lembrou uma poesia de celília meireles "Retrato" ... Eu não tinha esse rosto de hoje...
Beijos, saudades.

Hamilton Oliveira disse...

e na pequeña anti-lista, dois atores e seus múltiplos.

TonySilvaAtriz disse...

Por favor.Me coloque nesta lista.atenda ao pedido de uma velha quase atriz.

Marcelo Flecha disse...

Como não estaria a protagonista de Medeia, Deus Danado e Auto da Liberdade? De Curitiba a Imperatriz, de São Paulo a Guaramiranga, nossa jornada juntos já leva dez anos de história! Por sinal, cadê a festa de aniversário de dez anos da nossa amizade? Vai passar batido? Temos que programar!